INTRODUÇÃO

Nessa espécie de Copa do mundo (World Electronic Sports Games International), sentimos falta de algumas potências do cenário profissional, mas vimos jogadores de altíssimo nível defendendo a bandeira de seu país e uma premiação digna de uma Major.


8 melhores equipes da WESG (Fonte: Liquipedia.net)

O Brasil fez história na China, mas vamos deixar esses detalhes com a galera do noticiário, pois aqui falaremos de Dota 2, com base nas estatísticas do site: dotabuff.com


Escolhas e Banimentos

Confira agora: os heróis ignorados, os mais escolhidos, os mais banidos e os mais contestados.


Nunca nem vi!

Com exceção do Techies e do Pangolino que não estão disponíveis no Modo de Capitães, outros 14 heróis foram ignorados pelas equipes que disputaram essa WESG.

OS buffs recentes no Lion não surtiram efeito, mas os nerfs da Winter Wyvern (na 7.07c e 7.07d) e do Necrophos (na 7.07) lacraram o caixão desses dois heróis que apareciam com frequência, tanto no cenário competitivo, quanto em partidas ranqueadas de alto nível.


Não quero nem ver!

O mais banido da WESG foi o Omniknight! Por mais que nosso foco não seja explorar profundamente todos os heróis, esse daí merece uma atenção especial:


Mudanças recentes no Ominknight (Fonte: gamepedia.com)

Chega a ser engraçado ver as tentativas frustradas do Icefrog em lidar com esse herói. Ao todo, já foram 4 updates tentando equilibrar nosso purista, sem sucesso.

Desde que a 7.07 removeu a dissipação básica da Lâmina Difusora, ficou bem difícil jogar contra o Omniknight. A escassez de ferramentas para lidar com suas habilidades aumentou consideravelmente seu impacto.

Quem agradeceu foi o 9pasha, que executou esse herói com maestria na grande final da WESG, jogando contra a PaiN Gaming.

Por falar em herói forte, o Chen é outro que não dá para deixar passar. Além de ser difícil preparar um draft para lidar com a pressão que ele coloca nas rotas, o Chen traz uma certa versatilidade ao draft, por exemplo, na PaiN, o Duster faz ele com ou sem prioridade de Farm (na posição 4 ou 5).

Já o banimento de Razor é a melhor maneira de proteger seu draft, por diversas razões: ele dificilmente sofre pressão de algum offlaner, entra no jogo cedo e pode até punir o tão temido Omniknight.

O fato é que às vezes é melhor banir, do que adaptar uma estratégia para lidar com certos heróis.


Piscou, Peguei!

Sand King (SK) e Tusk são atualmente os suportes mais letais nas rotações.

O SK tem um bom potencial nas Team Fights, além de um controle em área mais seguro, porém, depende muito de uma Adaga de Translocação para entrar bem no Mid Game. Já o Tusk, não tem tanta segurança no Fragmento de Gelo, mas a Bola de Neve, dispensa uma Adaga cedo para cumprir sua função.


Os Mais Contestados

Enquanto o Icefrog não dá um jeito no Omniknight, a realidade é essa: 98% de contestação. Ou seja, quando não é banido, é escolhido.

Dois HC’s chamam atenção nessa lista: Gyrocopter e Terrorblade.

O Gyrocopter além do potencial para HC, pode executar também a rota do meio, uma vez que, farma floresta/acúmulos, tem um bom dando físico e normalmente precisa apenas de uma BKB para ser efetivo.

O Terrorblade é um HC de ofício e tem aparecido pois escala muito bem para o Mid/Late Game. No nível 1 ele já tem acesso a uma grande habilidade, chamada Metamorfose, que coloca pressão nas torres bem cedo e permite ajudar os suportes a punir a maioria dos Offlaners.

Quem eu gostaria de ver receber um nerf, é o Tiny. Ele é bem versátil e letal, sua “nova” habilidade (Pegar Árvore), deixou seu combo ainda mais forte. Fora as 3 fortíssimas habilidades na rota, ele escala bem no mid game com um item de mobilidade e no late fica incontrolável, graças ao Crescer nível 3, somado ao perk/privilégio de resistência a status em heróis de força.


Menção Honrosa

Apesar da excelente apresentação do Peco com a Dark Willow, esperava vê-la um pouco mais no cenário competitivo. Ela acabou de chegar e talvez as equipes não tenham uma estratégia de confiança envolvendo essa Fadinha Demoníaca.

Caso você ainda não tenha tido a oportunidade de ver essa Fadinha em ação, confira esse clipe de um suporte 5 solando um Hard Carry no late game:


Lucas “Peco” consegue um solo Kill em cima do Kotar Hayama, em uma MD3 pela
GESC. (Fonte: beyondthesummit_pt)


Considerações finais

O meta atual, exige muito de heróis que fazem uma boa rota e escalam bem para o mid game. Principalmente na rota do meio, justificando a escolha recorrente de heróis como: Death Prophet, Dragon Knight e Shadow Fiend.

Deixarei alguns artigos nas referências, usem sem moderação! Boa semana e um abraço de urso em todos vocês!


AUTOR: Diego ‘irmao.URSO’ Rodrigues

REVISÃO: Gilda “gigi” Marins


PRINCIPAIS REFERÊNCIAS:

http://www.dota2.com

https://pt.dotabuff.com/heroes

http://www.irmaourso.com.br/analise-das-3-fases-do-draft/

http://www.irmaourso.com.br/707analise/

http://liquipedia.net/dota2/World_Electronic_Sports_Games/2017

https://pt.dotabuff.com/esports/leagues/4972-world-electronic-sports-games-international

https://pt.dotabuff.com/esports/leagues/5572-world-electronic-sports-games-2017

https://www.twitch.tv/beyondthesummit_pt

https://dota2.gamepedia.com/Dota_2_Wiki