Gabe Newell como Shopkeeper (Feito por: down_limit)


2017 foi para conta e esse site tão querido resolveu pontuar momentos realmente marcantes nesses 365 dias. Claro que vamos sentir falta de inúmeros momentos ou heróis, mas os critérios e a forma como eles trataram as premiações foi bem interessante, vale a pena conferir!!!


Artigo do Skim, traduzido e adaptado por irmaoURSO.

INTRODUÇÃO

Ao final de cada ano, as pessoas gostam de olhar para trás e avaliar os momentos que tornaram o ano especial. Nos esportes, este é o momento em que os melhores jogadores geralmente são premiados por suas habilidades e realizações. Os esportes eletrônicos começaram a aderir essa tradição, premiando vários jogos, empresas e jogadores no mês passado.

O Dotabuff, poderia ter feito uma votação para eleger “o melhor midlaner de 2017″ e “blábláblá”, mas como sua equipe de gerenciamento de comunidade coloca muito foco em meta e jogabilidade, acharam mais apropriado apresentar um estilo diferente de premiação. Qual herói teve mais impacto este ano? Quais nerfs e buffs se destacaram mais?

Com vocês, Os Prêmios Dotabuff 2017:


CLIPE DO ANO

Com a nova aba de clipes – introduzida no início do ano na plataforma do site: https://www.dotabuff.com/clips – foi possível capturar alguns dos momentos mais memoráveis do cenário profissional.

Fomos abençoados com jogadas incríveis esse ano, muitas delas inesquecíveis: inúmeros roubos de Aegis, sobrevivências improváveis, viradas inesperadas de team fight e de jogos praticamente perdidos. Contudo o clipe mais popular de 2017, também foi o escolhido pela galera do Dotabuff como “o clipe do ano”, que somado ao excelente trabalho do ODPixel, ganhou ainda mais destaque, confira:

O jogo de mentes do Skylark, atraiu a Planet Dog para um Roshan, teoricamente seguro, mas eles não esperavam o segundo Black Hole. 


TORNEIO DO ANO

O caldeirão de Kiev.

KIEV MAJOR

Essa não seria uma categoria fácil de julgar, especialmente porque a experiência on-line e off-line difere muito, de um torneio para o outro. Porém, com 3 membros do Dotabuff no presencial e diversos outros acompanhando on-line, ficou fácil para eles elegerem a Major de Kiev.

Para nós brasileiros essa escolha seria ainda mais fácil, pois foi lá que o Brasil fez história no cenário internacional. Fico arrepiado só de lembrar o feito da SG e-sports nessa Major, que além de eliminar a poderosa Secret, jogou de igual para igual com a Evil Geniuses e levou 125 mil dólares para casa. Que tal lembrarmos esse dia tão especial para nós?

SG e-sports x Team Secret pela Major de Kiev

Clipe em português pela Beyond the Summit, nas vozes de Aedrons e PDS.


Clipe em inglês pelo Dotabuff

Foi um torneio fantástico da perspectiva dos fãs, não apenas pelos jogos excelentes, como também pela grande multidão em um local pequeno, mas muito confortável.

A experiência de transmissão com Aui_2000 e 1437, foi única e divertida. Definitivamente algumas coisas poderiam ter sido melhores na Major de Kiev, mas sua fantástica atmosfera, criou um clima diferenciado nos jogos, assim como na Major de Manila 2016.

Midas Mode

Tabela com os 8 melhores da Midas Mode (Fonte: liquipedia.net)

Merece uma menção honrosa nessa categoria. Embora tenha sido um torneio on-line de duas semanas, cativou o público com seu estilo único. Moonduck e SirActionSlacks encontraram a receita perfeita para um evento agradável, quase fora de temporada, que envolveu fãs e jogadores profissionais do mundo todo.


BUFF DO ANO


Night Stalker na tela de carregamento (Imagem: liangbinge)

Update 7.06: Caçador Noturno (Hunter in the Night) pode ser ativado durante a noite, fornecendo movimento e visão aérea para o Night Stalker durante 2 segundos.

Night Stalker Night Stalker

Night Stalker (NS) costumava ser uma escolha situacional, além de ser utilizado como um core, devido a sua necessidade de construir o Cetro de Aghanim. Com o buff no Predador Noturno, o NS perdeu a sua dependência de construir o Cetro, abrindo as portas para novas construções de itens e consequentemente uma nova função no jogo.

Seu controle de mapa nos diferentes estágios da partida, foi e ainda é incomparável, tornando-o um suporte 4 muito valioso e também flexível a ponto de jogar na posição 3 (como offlaner).

Nas partidas públicas, a taxa de vitórias do NS ficou a cima da média em todas as brackets, entretanto quando o nível da partida era superior a 5k, ele ficou estável no topo, ocupando a 14ª posição em taxa de vitórias (aproximadamente 54%).


NERF DO ANO

Update 7.06: Os soldados no Chamado do Wukong não aplicam mais o stun da Esmagadora de Crânios (Skull Basher).

Monkey King Monkey King

Monkey King (MK), teve um ano tumultuado, com maior impacto no Dota Asia Championship 2017. No evento, MK foi uma arma letal como suporte, especialmente nas mãos do BoBoKa (suporte da IG). Um mês após o evento, a versão 7.06 condenou o herói com mudanças severas, mas a maior delas foram os nerfs no Chamado do Wukong.

Essas mudanças, eliminaram qualquer chance do MK jogar como suporte, uma vez que o herói passou a escalar muito mal para o mid/late game. Antigamente bastava fechar a Esmagadora de Crânios, que ele passava de um simples suporte irritante, para um exímio herói de team fight, com muito controle.

Nós sabemos que o herói está bem longe de morrer, visto que tanto nas partidas públicas quanto no cenário profissional ele foi reconhecido e muito bem explorado como Hard Carry. Mas verdade seja dita, como suporte ele se tornou uma escolha totalmente rara e situacional.


HERÓI DO ANO

Imagem do conjunto: “Apostle of Decay” (Artista: montenai)

Essa é a categoria mais fácil de todas: Pudge é o herói do ano! Se levássemos em conta apenas as partidas públicas eu não precisaria riscar a última frase, mas com o meta profissional em mente, há outros candidatos mais relevantes. Alguns heróis tiveram muito sucesso durante o ano, ou pelo menos, chamaram muita atenção.

Ember Spirit foi um monstro feroz no início do ano e o recém-nascido MK entrou de pé na porta.

O macaquinho “chegou chegando bagunçando a zorra toda”: sobreviveu a vários nerfs, introduziu uma nova mecânica (subir em árvores) e manteve sempre um bom desempenho no cenário amador e profissional.

Mas já que temos que escolher apenas um, o prêmio vai para:

Necrophos Necrocâncer

Como o 13º herói mais escolhido em 2017, Necrophos não teve uma escolha crescente nas partidas públicas, mas sua taxa de vitorias de quase 56% é uma marca incomparável para um herói que apareceu tanto. Mesmo sem acesso as estatísticas de banimentos nas partidas públicas, podemos afirmar com segurança que ele foi alvo de inúmeros banimentos em todos os cenários e brackets, principalmente na época do TI7, onde viveu o auge de sua força.

Em janeiro de 2017 ele foi coroado pelo Dotabuff como o novo “Rei das partidas públicas” e se manteve no trono até a 7.07.

Mudanças do Necrophos na versão 7.07

O update 7.07, nerfou todas as suas habilidades, deixando o herói de fora do meta profissional. A situação do Necro ficou ainda pior nas partidas públicas de habilidade muito alta, com uma taxa de vitórias inferior a 50%.


Considerações finais

Eu sei, eu sei! Você sentiu falta de vários clipes como: w33 e seu Timbersaw, o Clinks do 4dr ou do Tidehunter imortal do FATA, que tiltou o resolut1on né?! 

É exatamente por isso, que nós amamos esse jogo! Somos sempre agraciados com grandes jogadas, inúmeros updates e eventos cada vez mais emocionantes, tornando praticamente impossível uma unanimidade quando falamos em premiação.

Desejo que 2018 nos abençoe com mais jogadas épicas de tirar o fôlego! Um abraço de urso e até a próxima!


TEXTO ORIGINAL: https://www.dotabuff.com/blog/2017-12-30-dotabuff-awards-2017

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Diego ‘irmao.URSO’ Rodrigues

REVISÃO: Gilda “gigi” Marins