Artigo do KawaiiSocks, traduzido e adaptado por irmaoURSO.

Um mês depois do lançamento, não podemos negar que a 7.07 foi um dos patchs mais impactantes na história recente do Dota. Para essa análise, vamos utilizar exclusivamente dados de partidas: Very High Skill (habilidade muito alta) – essa estimativa de Skill é feita pelo dotabuff baseada no MMR dos 10 jogadores envolvidos.


Atropeladores – taxa de vitórias superior a 56%

OmniknightCentaur WarrunnerVengeful Spirit

No topo das escolhas, sai Abaddon e entra o Omniknight. A mudança no talento do nível 15 (+90 de dano), possibilitou uma nova forma de jogar, lhe conferindo potencial de semi-carry. Seu estilo de jogo atualmente é na offlane, se ele conseguir fechar uma Resplendora (Radiance) cedo, além de duro na queda, torna-se também uma praga nas teamfights (briga de equipes), sendo impossível ignorar uma fonte de dano tão insana.

O Centauro faz parte de um nicho semelhante, porém com mais impacto nas teamfights. Ele é um iniciador muito forte que traz um dano extremamente alto, principalmente nos primeiros níveis. No decorrer da partida, ele se torna um dos heróis de utilidade mais forte do jogo, permitindo que sua equipe entre e saia das brigas com certa facilidade.

Para apresentar o próximo herói da nossa lista, permitam-me invocar Bruce Buffer:

It’s tiiiiime! Ela tem um controle rápido e confiável, redução de armadura em área, aura para seus aliados, um poderoso poder de iniciação, UM DOS HERÓIS MAIS VERSÁTEIS DO DOTA… Ladies and Gentleman she is: Vengeeeeeeful “NUNCA UM PICK RUIM” Spiiiiiirit!

Ela funciona como suporte 4 ou 5, e, até como semi-carry. Seu crescimento de atributos é insano quando comparado aos heróis de agilidade:

2º maior ganho de agilidade.

 

3º herói com maior ganho de força.

Todas essas características a tornam um core resistente, que, embora não possua um farm rápido (flashfarm), é excepcional para levar torres, criando um bom espaço para o jogador da rota do meio.

 


Vencedores – taxa de vitórias entre 53%-56%

Chaos KnightUnderlordSpectreZeusBrewmasterShadow ShamanElder TitanSpirit BreakerTidehunterLichClockwerkAncient ApparitionPudgeBounty Hunter

Brewmaster é um dos heróis mais difíceis de enfrentar na rota. Com o uso constante da Névoa Alcoólica (Druken Haze), ele consegue negar criaturas do HC inimigo, além de garantir um certo farm. Mais tarde no jogo, ele ainda é um dos melhores heróis de teamfight, com um controle garantido de 6 segundos no furacão do pandinha azul (Cyclone do Storm Brewling), sendo um dos maiores desabilitadores de alvo único do jogo. Claro que o alvo do ciclone fica tonto fica invulnerável, mas isso pouco importa, pois nesse tempo você terá uma boa janela para focar outros inimigos e lidar com o alvo rodopiante depois. No nível 25 – com o talento apropriado – o tempo de recarga da Divisão Primordial (Primal Split) cai para 35 segundos, permitindo uma onipresença enquanto usa as habilidades extras.

Com a chegada do Receptáculo Espiritual (Spirit Vessel), o Ancient Apparition perdeu um pouco de sua exclusividade em lidar com certos heróis, o que justifica ele ter ganho melhorias em outras áreas. Apesar da diminuição no dano, ele vem com uma lentidão garantida no Toque arrepiante (Chilling Touch) e não causa mais redução na velocidade de ataque dos seus aliados, se tornando um herói de rota muito mais potente. Mesmo sendo menos necessário contra heróis de cura e regeneração, ele se tornou mais forte em outros fundamentos, resultando em um aumento significativo na taxa de vitórias.

Para felicidade do Bracubi, streamer e fã boy nº 1 do AA

Finalmente temos o Pudge, o clássico das partidas públicas. Ao longo dos anos o herói perdeu sua força de core mid e se reinventou como suporte 4 de extrema letalidade. Mesmo sem potencial de limpar a onda de criaturas (Cleanwave), é um bom defensor de terreno elevado (high-grond) – cortesia do Gancho de Carne (Meat Hook). Ele escala muito bem do início para o meio do jogo e depois – mais para o fim da partida – torna-se um alvo que ninguém quer focar, mas que também, não pode ser ignorado.

 


Consistentes – taxa de vitórias entre 50%-53%

Anti-MageWraith KingStorm SpiritCrystal MaidenNyx AssassinAbaddonDrow RangerLunaWinter WyvernSkywrath MageOutworld DevourerVisageOgre MagiTreant ProtectorJakiroBeastmasterMedusaDragon KnightSlardarShadow DemonWitch DoctorBaneFaceless VoidTinkerSilencerHuskarDisruptorUrsaGyrocopterClinkzWarlockSniperDark WillowAxeUndyingSven

O Anti-Mage foi um dos mais escolhidos no início da 7.07, porém, rapidamente recebeu merecidos nerfs nos mini-patches. Ele continua sendo um dos melhores farmadores e Split-pushers (avançadores solitários) do jogo, e, embora possa entrar mais cedo na partida, deixou de ser o terror do ultra-late-game, como foi na era pré-7.07.

Storm Spirit, assim como vários outros heróis de inteligência, foi ressuscitado com o lançamento da Kaya, a redução no custo de mana foi mais que o suficiente para devolver seus dias de glória. Ainda assim, é um item que ocupa slot e atrasa sua Pedra de sangue (Bloodstone) ou sua Orquídea Malevolente (Orchid Malevolence), mas no geral aumenta absurdamente seu potencial, deixando de ser uma escolha de herói tão arriscada.

Minha vó sempre dizia: “Joga o lixo fora, se não vai dar barata!” a coroa era uma visionária, bastou colocar heróis de inteligência e uma medusa no meta, para a Nyx Assassin se tornar uma escolha sólida. Baratinha versátil, que pode jogar como offlaner, suporte, até no mid contra heróis de inteligência e ainda ser um grande core de utilidade para as mais variadas situações. Acertar o empalar requer uma certa prática, mas é um treinamento que compensa.

Finalmente temos a Dark Willow. Para um recém-nascido, até que ela está mandando bem. Com múltiplos controles, alto dano e escapatória com o Reino das Sombras (Shadow Realm), o herói tende a continuar crescendo, especialmente quando as pessoas desistirem de explorar ele como core (mid/offlane) e se concentrarem totalmente no suporte.

 


Situacionais – taxa de vitórias entre 47%-50%

Phantom LancerDoomQueen of PainPhoenixJuggernautRikiDeath ProphetLionEarthshaker KunkkaBristlebackEnchantressSand KingWeaverRubickViperRazorVenomancerLeshracOraclePhantom AssassinDazzleShadow FiendNecrophosInvokerMiranaTinyMeepoBloodseekerDark SeerEarth SpiritWindrangerTechiesPugnaLycanBatrider

Enchantress é atualmente uma das escolhas mais quentes no cenário CIS (Comunidade dos Estados Independente). Depois de ser introduzida na offlane no cenário Norte americano ano passado, ela ficou latente um período, só para voltar com força total. Enchantress tem uma fase de rotas muito forte, escala incrivelmente bem e ainda pode colocar pressão cedo nas torres. É um herói que requer uma certa habilidade (principalmente no micro-control), mas nas mãos certas pode fazer a diferença com seu surpreendente poder de sobrevivência, uma cura absurda e potencial de utilidade para sua equipe

Essa recente reformulação no Viper, talvez tenha feito dele o herói situacional do patch. Ao longo da história do Dota, o Viper sempre foi um dominador de rotas que escalava mal para as outras fases do jogo. Seu objetivo na maioria das vezes era simples: usar seu poder de independência para colocar pressão no inimigo. A 7.07 não mudou muito esse quadro, fazendo dele um herói um pouco mais fraco na rota, mas que consegue aplicar Break (desativar habilidades passivas), uma mecânica rara e difícil atualmente. Sendo assim, o Viper pode ser um pick absurdo em determinados jogos, mas também pode ser um herói de muita utilidade em outros.

Quase esquecemos do NecroCÂNCER! Agora que a Lâmina Difusora não causa expurgo, para se obter um efeito similar, devemos investir em um Anulador (Nullifier), porém, considerando o meta de muitos cores magos, a Mortalha Fantasmagórica deixou de ser um problema tão grave. Com todos esses quimioterápicos, cria-se um Necro totalmente situacional, talvez mais adequado para off do que para mid ou safe lane.

 


Melhor evitar – taxa de vitórias entre 44%-47%

MagnusLegion CommanderTroll WarlordEmber SpiritSlarkTuskPangolierKeeper of the LightLinaNaga SirenMonkey KingChenLifestealerPuckTimbersawBroodmotherMorphlingTemplar Assassin

Infelizmente, o Pangolier está de fato nesse grupo. Sua taxa de vitórias mostrou um crescimento desde que ele foi lançado, mas agora estagnou. Ele entra no mesmo caso do Earth Spirit, que está muito forte, mas até que alguém no cenário profissional mostre seu verdadeiro potencial, as pessoas continuarão a subestimá-lo.

Falando sobre heróis “novos”, o Monkey King, depois de alguns nerfs, foi totalmente esquecido como Suporte 4 e atualmente temos opções melhores tanto na safe quanto no mid. Pensando que ele tem muitas habilidades e uma mecânica exclusiva, é um herói muito difícil de balancear, por hora, é melhor não se arriscar fazendo um MK na ranqueada, a não ser que você saiba exatamente o que está fazendo.

 


Salve-se quem puder – taxa de vitórias menor que 44%

Arc WardenNature's ProphetIoAlchemistLone Druid

Três desses 4 heróis são difíceis de jogar, tornando compreensível o mal desempenho dos mesmos. No entanto, a coisa está feia para o Alchemist — boa parte por conta do Receptáculo Espiritual (Spirit Vessel) —, item novo que lida muito bem com regenerações insanas, como a do Alch.

A verdadeira surpresa é a presença do Natures Prophet por aqui. Ele tem um dos melhores dano base do jogo, pode fazer floresta quando necessário, além da capacidade absurda de farm e push. Seu potencial de teamfight, depende muito da construção de itens, mas lutar normalmente não é a razão pela qual se escolhe o Nature. Talvez jogar na posição de suporte 4 seja uma realidade cada vez mais próxima.

 


O Privilégio dos Atributos (Perks)

Se tem uma coisa que ainda não está clara nesse meta, é o real impacto dos novos privilégios. O fato é que, eles tiveram bem menos impacto do que esperado. Em média, os heróis de Agilidade perderam aproximadamente 0,9% de sua taxa de vitória, enquanto os heróis de Inteligência e Força ganharam cerca de 0,7% e 0,4% de taxa de vitória, respectivamente. Para uma adição de mecânica completamente nova, os privilégios deixaram muito a desejar, com exceção da Resistência a Status, que dificultou muito a vida de quem vai combar algumas habilidades em busca do controle perfeito.

 


Conclusão

Mais uma vez um patch supera o último em termos de balanceamento, trazendo cada vez mais heróis próximos a marca de 50%. Ainda há pequenos problemas e a introdução de dois novos heróis teve um leve impacto nas estatísticas. De maneira geral o jogo está em ótima forma, com um meta muito inteligente e vários caminhos/estratégias para se ganhar uma partida.

Depois de quase matar todos os jogadores de ansiedade, a 7.07 pagou essa espera. O jogo foi totalmente atualizado, sem nenhum grande impacto negativo, e, com uma temporada repleta de campeonatos, fica ainda mais fácil ajustar os próximos patchs.

 


TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Diego ‘irmao.URSO’ Rodrigues

REVISÃO: Gilda “gigi” Marins

TEXTO ORIGINAL:  https://pt.dotabuff.com/blog/2017-12-05-707-pub-tier-list